Entre os meses de abril e maio o coordenador do Programa Política e Economia Ambiental do GVces, Guarany Osório, participou do Programa de Liderança para Visitantes Internacionais patrocinado pelo Governo dos Estados Unidos da América.

O tema do Programa foi Climate Change Adaptation and Infrastructure Planning com duração de três semanas e contou com a participação de três profissionais, todos do Brasil.

O Programa, dentre seus objetivos específicos, buscou cobrir os seguintes tópicos:

- Estratégias de adaptação nos níveis federal, estadual e local;

- Melhores práticas em planejamento;

- Diferentes arranjos institucionais para lidar com Adaptação;

- Programas e tecnologias para prever e mitigar enchentes urbanas, elevação do nível do mar e secas prolongadas;

- Parcerias público-privado no tema mudanças climáticas;

- Programas de recuperação desenvolvidos após desastres naturais.

O programa foi iniciado em Washington DC, passando pelos estados de Minnesota, Colorado, Califórnia e Florida com uma programação intensa com governo federal, governos estaduais e locais, terceiro setor, empresas e universidades.

O programa foi uma oportunidade para compreender melhor a diversidade de ideias, diferentes soluções desenvolvidas e desafios existentes para o fortalecimento da resiliência do país face às mudanças climáticas. Ao mesmo tempo em aprendemos nas interações com diferentes instituições e iniciativas, também foi possível contar um pouco das experiências do GVces e de iniciativas brasileiras relacionas aos temas.

A seguir uma série de highlights sobre o Programa:

Reunião com o time de clima do Departamento de Estado norte-americano, em Washington DC. Equipe mantendo o otimismo para a Conferência do Clima de Paris, a COP21, que acontece em dezembro.

Este é o Minnesota Interagency Climate Adaptation Team (ICAT), um grupo de representantes de diferentes instituições estaduais comprometido com trabalhar de forma colaborativa e coordenar esforços para adaptação climática no Estado de Minnesota.

Esta é a vista da sala de reunião do National Center for Atmospheric Research (NCAR), em Boulder, Colorado. Eles estão desenvolvendo uma base de dados global sobre mudanças climáticas de domínio público, além de ferramentas para planejamento em conjunto com vários atores.

Este é o Staples Center, casa dos Los Angeles Lakers e do Clippers, espaço que une esporte e sustentabilidade, com o uso de energia solar, captação de água da chuva, tratamento e redução de resíduos, além de eficiência no uso de energia e água.

Finalmente, na Florida, participei de um painel de discussão com governos locais, acadêmicos e outros membros da delegação brasileira sobre o Plano de Ação do Sudeste da Florida sobre mudança do clima. Eles estão “replanejando” a infraestrutura das cidades costeiras – já que o mar segue invadindo partes da região e as projeções da FEMA indicam potencial elevação do nível do mar para as próximas décadas.

 

A “Precificação de carbono e o Acordo de Clima 2015″ foi o tema do Simpósio especial organizado pela International Emissions Trading Association (IETA) e a Harvard Project on Climate Agreements. O evento ocorreu em Nova York (23), um dia antes da Cúpula da ONU que reunirá líderes mundiais visando construir um momento político para adoção de um acordo global na Conferência da ONU sobre clima de Paris, em 2015.

Políticos e líderes executivos de empresas apoiaram e ressaltaram que o Acordo de Paris deve incluir um papel central para a precificação de carbono. A discussão focou em previsões específicas que o Acordo de Paris necessita para apoiar a ligação entre as diferentes iniciativas de comércios de emissões já existentes.

Entre os palestrantes estavam representantes dos governos do Reino Unido, Suécia, Califórnia, Shenzhen (China), Shell, Alstom, Statoil e Banco Mundial, além de participantes do Simpósio de vinte e um países.

O evento contou com a apresentação de uma pesquisa em desenvolvimento pela Harvard Project on Climate Agreements sobre a forma como o Acordo de Paris pode ligar sistemas de precificação de carbono já operação e futuros sistemas também. O produto final da pesquisa será apresentado na Conferência da ONU sobre Clima de Lima, Peru, em dezembro.

Guarany Osório

© 2016 GVces - Coletivo Sustentável Suffusion theme by Sayontan Sinha