Rio Xingu. Foto: dw_globalideas/Flickr (Creative Commons)

Fortalecimento da educação no campo, postos de saúde, melhoria do transporte público intermunicipal, acesso à tecnologia, apoio para a agricultura familiar. Esses são alguns dos temas que mobilizaram os cidadãos que participaram do concurso Webcidadania Xingu.

Lançado em julho de 2013, o projeto abriu um importante espaço de participação e a população foi convidada para oficinas de formação, incentivada a inscrever propostas via internet e apoiar e comentar outras ideias para 11 municípios da região do Xingu.

As propostas mais votadas em cada categoria serão entregues ao Comitê Gestor do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável (PDRS) do Xingu, aos governos municipais, estadual e ao governo federal, passando também a fazer parte de uma agenda de participação social. Saiba mais

Ricardo Barretto

 

Abaixo, informações do site oficial.

Hackatona é a versão nacional de “Hackathon” – terminologia da língua inglesa significa “maratona hacker”, isto é, um período de esforço concentrado em que programadores, pesquisadores e outros interessados se dedicam ao desenvolvimento de softwares, aplicativos e outros tipos de soluções.

O intuito principal é melhorar a mobilidade urbana em São Paulo, mas também divulgar os esforços de abertura de dados da atual gestão e estimular o desenvolvimento de aplicações que melhorem a prestação de serviços públicos.

Quando será: Fim de semana dos dias 22 e 23 de março de 2014

Local: Rua Boa Vista, 136 (sobreloja) – Centro – São Paulo/SP.

Premiação: Em dinheiro para os três projetos mais bem avaliados.
1º lugar: R$ 10.000,00
2º lugar: R$ 7.000,00
3º lugar: R$ 5.000,00

Participação: Para participar, é necessário inscrever um projeto, cada equipe pode inscrever até três projetos. Será realizada uma seleção de dez projetos para participação no evento, sendo, no máximo, um projeto por equipe. As equipes poderão ter até cinco pessoas.

Desafios: Uma lista de desafios foi proposta pela CET, a partir das demandas e necessidades identificadas junto aos usuários do transporte público.

Avaliação dos projetos elaborados: Uma comissão julgadora vai avaliar os projetos no local, na tarde do domingo dia 23.

Critérios: Interesse público; monitoramento participativo; criatividade e qualidade técnica

Vencedores:
 Os vencedores serão anunciados no próprio domingo.

Saiba mais

 

Leeward Wang

 

No dia 23 de março teremos mais uma edição da Hora do Planeta, que convida a todos para apagarem suas luzes por uma hora, das 20h30 às 21h30. Uma iniciativa do WWF.

Dica de Maria Piza

 

 

 

 

No ar uma campanha lúdica e forte sobre a qualidade das bebidas ‘saudáveis’ que encontramos nas gondolas por aí, feita pelo IDEC com apoio da Oxfam.

E aí, dá para continuar bebendo esse tipo de bebida??

 

Por Maria Piza

 

Segundo a Organização Meteorológica Mundial, o ano de 2013 foi o sexto mais quente da história; além disso, 13 dos 14 anos mais quentes também foram registrados no século XXI. Os cientistas não têm dúvidas de que o aquecimento global é uma realidade e esse fenômeno é decorrência da atividade humana.

A cidade de São Paulo nunca havia registrado um mês tão quente na história quanto janeiro de 2014; os registros começaram a ser feitos em 1943. Em Porto Alegre, onde as medições começaram em 1916, este mês foi o mais quente entre os meses de janeiro desde que as medições começaram. Os motivos que levaram a essas altas temperaturas são diversos e a ciência ainda não consegue comprovar uma relação direta entre as mudanças climáticas e tais eventos do início de 2014. Dentro desse cenário, temos duas opções: acreditar que não temos nada a ver com o assunto e torcer para as coisas melhorarem ou utilizar o princípio da precaução. O princípio da precaução foi formulado pelos gregos e significa ter cuidado e estar ciente. Precaução relaciona-se com a associação respeitosa e funcional do homem com a natureza. Trata das ações antecipatórias para proteger a saúde das pessoas e dos ecossistemas. Precaução é um dos princípios que guia as atividades humanas e incorpora parte de outros conceitos como justiça, equidade, respeito, senso comum e prevenção.

Por conta das altas temperaturas, a utilização de aparelhos de ar condicionado disparou no país e o consumo de energia elétrica nacional também subiu. O Sistema Interligado Nacional não suportou e na última terça-feira (4 de fevereiro), ocorreu o apagão que atingiu 13 estados. Para evitar novos apagões, o governo pretende utilizar força máxima nas usinas termelétricas, aumentando ainda mais as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Além disso, como existe a preocupação de novos apagões, muitas empresas já começam a investir em geradores de energia elétrica a óleo diesel, aumentando também as emissões de GEE e a poluição local.

Ao invés de focar na origem do problema, as soluções adotadas tendem a criar um ciclo vicioso, no qual as emissões aumentam a temperatura do planeta, que provoca mais emissões por conta do aumento da queima de combustíveis fósseis, que aumenta mais a temperatura do planeta e assim por diante. Muitas pessoas me perguntam quando vamos começar a sentir os efeitos das mudanças climáticas, pois acham que se trata de um fenômeno que vai atingir nossos netos e bisnetos. As mudanças estão aí e, pelo que as últimas semanas vêm demonstrando, não estamos nos esforçando o suficiente para reverter esse quadro.

Ricardo Dinato

© 2016 GVces - Coletivo Sustentável Suffusion theme by Sayontan Sinha